Círculo Dourado Estrada Islândia Mundo Indefinido

Círculo Dourado (Golden Circle) ou a rota mais popular da Islândia

Início » Europa » Islândia » Círculo Dourado (Golden Circle) ou a rota mais popular da Islândia

O Círculo Dourado, mais conhecido pelo seu nome em inglês (Golden Circle), é a mais famosa e popular de todas as rotas cénicas da Islândia. A razão é simples: este percurso de 300 quilómetros combina paisagens impressionais e locais historicamente significativos numa rota circular que começa e termina em Reykjavík.

Para quem tem apenas alguns dias na Islândia, o Círculo Dourado oferece uma boa gama das paisagens que se podem encontrar no país. Vamos conhecê-las.

Círculo Dourado Islândia Mundo Indefinido

As três principais atracções do Círculo Dourado

O Círculo Dourado conta com três atracções principais, sendo elas:

Existem várias excursões organizadas que partem de Reykjavík e fazem o Círculo Dourado. No entanto, para maior autonomia e liberdade, o aconselhado é alugar um carro ou até mesmo uma autocaravana.

Parque Nacional de Þingvellir (Thingvellir)

O Parque Nacional Þingvellir (Thingvellir), considerado Património Mundial pela UNESCO em 2004, é um dos locais mais importantes da Islândia, tanto a nível histórico como geológico.

Foi no actual Parque Nacional Þingvellir que o Parlamento da Islândia foi fundado em 930. O Alþingi (Althingi), como é chamado em islandês, reunia-se todos os anos para proclamar leis e julgar alegados criminosos. O Parlamento manteve-se a funcionar a céu aberto (e sem interrupções!) até 1798, altura em que foi transferido para Reykjavík. Assim, este local está intimamente ligado à própria identidade islandesa.

Apesar da história do Parlamento ser fascinante, foi a importância geológica do Parque Nacional Þingvellir que mais me impressionou. Aqui, podemos caminhar entre os continentes americano e europeu! O Parque está localizado entre as placas tectónicas da América do Norte e da Eurásia, num vale envolto por montanhas.

Parque Nacional Thingvellir Islândia Mundo Indefinido

Área geotérmica de Haukadalur

Embora provavelmente activa há pelo menos 10 mil anos, a área geotérmica de Haukadalur apenas chamou a atenção dos cientistas e da população em geral no século XIII. Em 1294, um terramoto fez com que a área entrasse em erupção, e os géiseres ficassem extremamente activos.

A partir do século XVIII, pessoas comuns começaram a ter interesse em ver géiseres de perto. Mas foi apenas durante o século XX que imagens do Grande Geysir em erupção começaram a ser símbolo da Islândia.

O nível de actividade dos géiseres varia ao longo dos anos. Quando houve uma quebra na frequência das suas erupções, foram feitos vários esforços artificiais para que fossem mais regulares. Desde a redução do lençol freático em 1935 até ao bombeamento de sabão em 1981, todas as tentativas falharam. Afinal, os géiseres estão activos quando querem, não quando nós queremos.

Área geotermal de Haukadalur Islândia Mundo Indefinido

Gullfoss (Cascata)

A Gullfoss, ou Cascata Dourada, é uma das cascatas mais emblemáticas da Islândia. É alimentada pela água do rio Hvítá, vinda do glaciar Langjökull. No total, a cascata tem 32 metros de altura.

É uma queda de água dramática, bem representativa da força bruta da natureza. Se estivermos próximos, facilmente levamos com fortes jatos de água. Num dia de sol, é possível ver um arco-íris por ali (eu apanhei dois!). O barulho da água, esse, pode ser quase ensurdecedor. É assombroso.

Cascata Gullfoss Islândia Mundo Indefinido

Dois local extra que valem a pena incluir

Apesar das três atracções anteriores serem as que as pessoas normalmente procuram ao fazer o Círculo Dourado, existem mais dois locais onde existe e que podem (devem?) ser incluídos nesta rota. São eles a cratera vulcânica Kerið e um trilho que passa por três cascatas fantásticas: Hlauptungufoss, Miðfoss e Brúarfoss.

Cratera vulcânica Kerið

Enquanto que todos os locais anteriores são gratuitos, na cratera vulcânica Kerið é preciso pagar 450 ISK para entrar no complexo. A cratera foi formada há cerca de 6500 anos e tem aproximadamente 55 metros de profundidade.

Conseguimos contornar toda a cratera, assim como descer até ao lago que se encontra no fundo, e a paisagem é muito especial. As diferentes cores da rocha criam um contraste interessante com o azul da água.

Cratera vulcânica Kerid Islândia Mundo Indefinido

Hlauptungufoss, Miðfoss e Brúarfoss

Para se chegar à Brúarfoss, uma das opções é percorrer um trilho que nos leva primeiro pela Hlauptungufoss e pela Miðfoss. O percurso é linear e tem cerca de 7 quilómetros (ida e volta). Para mim, é daquelas caminhadas que valem mesmo a pena, quer pelo destino final como por tudo o que vamos vendo pelo caminho.

Durante o trilho, vamos acompanhando o rio Brúará, um dos rios mais azuis da Islândia. A cor é absolutamente maravilhosa, especialmente de estiver um dia de sol (como eu apanhei). Havendo tempo, esta é uma caminhada que recomendo vivamente.

Cascata Brúarfoss Islândia Mundo Indefinido

Guia prático

Como chegar

A Play Airlines é uma companhia islandesa de baixo custo que começou com ligações directas entre Portugal continental (Lisboa e Porto) e Reykjavík, pelo Aeroporto Internacional de Keflavík. É a melhor opção para quem quer uma ligação mais rápida e, reservando com algum tempo de antecedência, é possível encontrar tarifas bastante atractivas.

A maneira mais prática de percorrer a Islândia é através de um carro (ou outro veículo) alugado. As estradas que temos de percorrer para fazer o Círculo Dourado estão muito bem sinalizada e em boas condições. Tem apenas em atenção as condições climatéricas, especialmente se viajares durante o inverno.

Mapa do Círculo Dourado

Alojamento

Como éramos um grupo de 6, decidimos ficar alojados em apartamentos em praticamente todos os locais da Islândia por onde passámos. Se viajares com menos pessoas, de certeza que também vais encontrar boas opções de hotéis ou pousadas pela Islândia. É só questão de procurar.

Aconselho, no entanto, que pesquises com alguma antecedência, para conseguires encontrar alojamentos interessantes com preços convidativos também.

Alojamento na Islândia

Este artigo pode conter links afiliados.

 

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *