Experiência Pilar 7: Lisboa vista do alto

Início » Europa » Portugal » Lisboa » Experiência Pilar 7: Lisboa vista do alto

A Ponte 25 de Abril, em Lisboa, é um dos símbolos da cidade. Construída em 1966, liga a capital portuguesa à cidade de Almada, atravessando o rio Tejo na sua parte mais estreita.

A ponte tem 14 pilares que a sustentam, mas agora venho-te falar de um em especial: o pilar 7. Nos arredores e no interior desse pilar, temos acesso a uma experiência única, que nos permite conhecer melhor aquela que é considerada uma das pontes mais bonitas da Europa. Vamos iniciar esta aventura?

Viagem pela história

Depois de comprarmos o bilhete, devemos mantê-lo à mão, porque vamos precisar de o usar várias vezes ao longo do percurso. A viagem começa cá fora, no piso térreo, onde se encontram grandes discos de metal presos no chão. Dão-nos informações interessantes sobre a construção desta ponte.

Na primeira sala onde entramos, podemos ver a maquete original da ponte, e ficamos a conhecer a história da sua construção. Sabias que, antes de se decidir construir uma ponte, foi feita uma proposta para que se construísse antes um túnel? A paisagem teria ficado bem diferente daquela que conhecemos hoje!

No interior do Pilar 7

Depois de devidamente informados sobre a história da ponte, seguimos para a Sala dos Trabalhadores. As paredes desta sala ganham vida com projecções que mostram a construção da ponte. Os vídeos são acompanhados por diversos sons de gaivotas e marteladas. Uma verdadeira experiência sensorial.

Passamos para uma zona mais calma, onde temos um elevador que nos leva, (muito) lentamente, para o andar superior. Neste andar existem duas salas, onde podemos ver as principais amarrações dos cabos de sustentação da ponte. Sem dúvida que é uma estrutura impressionante.

Subimos mais um pouco, desta vez por escadas suspensas, e entramos naquela que foi uma das minhas salas preferidas de toda esta experiência. Já vais perceber porquê.

A sala dos espelhos, pura ilusão de óptica

Ao entrar na Sala dos Espelhos, e ao nível dos olhos, esta parece uma sala normal.  As paredes são cinzentas, o pé direito é alto e tudo o que vemos tem um ar um pouco industrial. Parece que a sala está vazia, mas rapidamente nos apercebemos de que há algo mais ali.

O chão parece que tem um buraco fundo, quase até às profundezas da Terra! Este efeito é pura ilusão de óptica, conseguida através de uma extraordinária utilização de espelhos no chão e no tecto.

Mesmo sabemos que são espelhos, a experiência não deixa ninguém indiferente. A mente humana é muito curiosa: a lógica diz-nos que são apenas espelhos, que há chão debaixo dos nossos pés, mas continuamos a sentir um friozinho na barriga. Depois de ter passado por esta experiência, vejo esta sala como uma preparação para o que vem depois.

O miradouro

A sairmos da Sala dos Espelhos, atravessamos um passadiço até ao elevador. Será ele que nos vai conduzir ao ex-libris desta experiência: o miradouro.

A 80 metros acima do nível do solo, o miradouro encontra-se ao lado do tabuleiro rodoviário da Ponte 25 de Abril. Isso mesmo, estamos bem perto dos carros que passam em direcção à margem sul.

Quem tem vertigens, nada tema: há uma zona um pouco mais resguardada. Para os mais destemidos, há uma zona com grade no chão, de onde podemos ver o solo lá em baixo. Para mim, o melhor mesmo é a zona em que o chão é de vidro. É uma sensação indescritível.

Realidade virtual

Depois de nos deliciarmos com uma vista diferente de Lisboa e da margem sul, voltamos a descer ao solo. Mas, caso queiramos, a aventura pode continuar! No piso térreo há um espaço dedicado à realidade virtual (pago à parte).

Aqui, equipados com um aparelho especial, acompanhamos técnicos de manutenção até ao ponto mais alto da ponte, numa aventura virtual de 360º. Fiquei-me pela aventura real e não utilizei este serviço, mas quem foi afirma que esta aventura virtual também é muito interessante.

E tu, já foste conhecer este espaço?
Aventuravas-te a andar no piso de vidro, a 80 metros do chão?

Guia prático

Como chegar

Se decidires ir de carro, é só seguir até à Avenida da Índia, em direcção a Belém. No entanto, fica a saber que não há estacionamento no local, mas existe na Praça das Indústrias.

Outra alternativa é apanhar o eléctrico 15 ou os autocarros 714, 727, 732 ou 751, e sair na estação Rua da Junqueira ou Alcântara. Pode-se ainda apanhar o comboio da linha de Cascais e sair na estação Alcântara-Mar. Em todas essas opções, depois é só andar cerca de 5 minutos.

Informação útil

Site: Não tem. Há, no entanto, o site das Infraestruturas de Portugal
Horário: Todos os dias das 10h00 às 18h00 (Outubro a Abril);  às 20h00 (Maio a Setembro)
Preço: 6€ adultos; 4€ estudantes, +65 anos, e grupos de 10 pessoas; gratuito crianças até aos 5 anos e portadores do Lisboa Card. A experiência de Realidade Virtual tem ingresso próprio, custando 1,50€.
Morada: Avenida da Índia, Pilar 7 da Ponte 25 de Abril, Lisboa

Nota: Horários e preços à data de publicação deste artigo.

Alojamento

Eu sou de Lisboa, por isso não posso propriamente dizer em que alojamento fiquei… Conheço o Lisb’on Hostel, mas há muitos outros espaços para dormir na capital portuguesa, com elevada qualidade. Muitos do hostels que por aqui se encontram ganharam prémios internacionais.

Pesquisar alojamento em Lisboa

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

6 comentários