Museu Olímpico de Lausanne na Suíça

Museu Olímpico de Lausanne: para os amantes das olimpíadas (e não só)

Início » Europa » Suíça » Lausanne » Museu Olímpico de Lausanne: para os amantes das olimpíadas (e não só)

Estava com os pés na Suíça, mas a olhar para França. A dividir os dois países, um lago. O Lac Léman formou-se após a última era glacial e é o maior lago da Europa Ocidental. A sua água calma parecia esconder um segredo. À volta do lago, famílias passeavam ou deitavam-se na relva a aproveitar o sol. No entanto, não era por causa dele que eu ali estava.

O motivo que me tinha levado até às margens do Lac Léman era o desporto, mais concretamente as olimpíadas. Ali, tendo como companheira aquela paisagem, encontra-se o Museu Olímpico de Lausanne, com o maior acervo do mundo de objectos e informações relativas aos Jogos Olímpicos.

Colunas no Museu Olímpico de Lausanne Suíça

Moderno e extremamente interactivo, este museu não é só para os amantes das olimpíadas. Na verdade, é um espaço para toda a família. Aqui, é possível respirar o espírito olímpico e senti-lo quase como os atletas. A visita é uma verdadeira maratona de emoções, que começa ainda antes de se entrar.

Cá fora, o parque olímpico dá o mote para o resto da exposição. Colunas de mármore contêm inscrições com os nomes dos presidentes do Comité Olímpico. Uma chama, que nunca se apaga, acompanha as 43 esculturas que homenageiam as olimpíadas. Há, ainda, uma pista de atletismo com vista para os Alpes. É a entrada perfeita para este mundo desportivo.

Chama que não apaga no Museu Olímpico de Lausanne Suíça
Exposição do Museu Olímpico de Lausanne Suíça

Já dentro do museu, a visita faz-se de cima para baixo, ao longo de três andares. Ficamos a conhecer a história dos Jogos Olímpicos, desde a Antiguidade até à sua primeira edição na Era Moderna em 1896, em Atenas. Um túnel leva-nos numa viagem pelo tempo, onde o passado e o presente se misturam.

As emoções dos jogos sentem-se em cada uma das salas deste museu. Uma parede repleta de tochas remete-nos até à cerimónia que marca o início dos jogos olímpicos, a cada dois anos. As medalhas adornam expositores, assim como uniformes completos e vários equipamentos desportivos. São muito diversos os objectos icónicos que aqui se encontram.

Cartaz 01 Museu Olímpico de Lausanne Suíça

A cereja no topo do bolo é a zona interactiva, onde somos nós próprios os atletas. Aqui, testamos a nossa capacidade nos diferentes jogos e actividades: tiro, ciclismo e atletismo são algumas das coisas que podemos experimentar. Vejo-te no pódio?

E tu, já estiveste ou tens curiosidade de ir ao Museu Olímpico de Lausanne?

Guia prático

Como chegar

Há várias formas de se chegar ao Museu Olímpico desde o centro de Lausanne. Apanhando a linha de metro M2, é só sair na estação Ouchy e andar um pouco. O autocarro 2 também pára em Ouchy, e os autocarros 8 e 22 têm mesmo uma paragem chamada Musée Olympique. Na época alta, é ainda possível apanhar o barco de Evian, Vevey, Montreux ou Villeneuve até Ouchy, ficando a 400 metros do museu.

Informação útil

★ Site: Olympic Museum in Lausanne
★ Horário: todos os dias das 9h00 às 18h00 de 1 de Maio a 15 de Outubro; de 3ª-feira a domingo das 10h00 às 18h00 de 16 de Outubro a 30 de Abril
★ Preço: 15 CHF adultos | 16 CHF seniores | 12 CHF estudantes e pessoas com mobilidade reduzida | 10 CHF crianças dos 6 aos 16 anos || preços detalhados
★ Morada: Le Musée Olympique 1, quai d’Ouchy, 1006 Lausanne

Para uma conversão actualizada de francos suíços para euros, vê o site xe.com.
Horários e preços à data de publicação deste artigo.

Alojamento

Quando estive em Lausanne, fiquei alojada na casa de um amigo. Assim, não posso recomendar nenhum alojamento em particular. No entanto, existem algumas opções na cidade, é só questão de procurar!

Alojamento em Lausanne

Museu Olímpico de Lausanne - para os amantes das olimpíadas (e não só)
Planeia a tua viagem (com ferramentas que eu própria uso)

Ao utilizares os links abaixo, não pagas mais por isso, e eu recebo uma pequena comissão. Não é muito, mas é um importante apoio, que me permite continuar a inspirar-te e a partilhar as minhas dicas de viagem.

Para reservas de alojamento, utilizo o Booking.com.

Para aluguer de carros, utilizo a Rentalcars.

Para seguro de viagem, utilizo a World Nomads.

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *