Sobre

Sobre mim

Catarina Mundo Indefinido

Olá! Chamo-me Catarina, sou portuguesa, e vivo em Lisboa. Estudei Engenharia Informática e, depois de ter terminado o mestrado, segui para doutoramento, o qual estou a concluir.

Para além da minha paixão pela área científica, adoro tudo o que envolva criatividade e invenção. A escrita sempre esteve presente na minha vida: na escola primária, para além de querer ser cientista, também iria ser desenhista e “escrivista”. Segui para ciências e, mais tarde, fiz dois cursos de escrita criativa, e um de escrita de viagens. Aprender línguas é outra das minhas paixões. Falo fluentemente português, inglês e francês. E estou a aprender japonês!

Comecei a viajar em pequena, explorando Portugal com a minha mãe. De carro e com uma tenda atrás, andámos um pouco por todo o país. Talvez venha daí a minha vontade de querer conhecer o mundo inteiro. Hoje, por vezes viajo sozinha, mas normalmente viajo acompanhada. E sim, continuo a viajar com a minha mãe!

Em 2013, fui sozinha para a Rússia durante mês e meio. Num projecto de voluntariado, trabalhei com crianças em Volgogrado. Lá, estive com 3 voluntários da Sérvia, Turquia e Polónia. Em 2017, o doutoramento levou-me a viver 6 meses no Canadá, em Victoria. Foi também graças a ele que viajei até outros países, para participar em eventos científicos.

O João acompanha-me em muitas das aventuras pelo mundo, embora prefira ficar nos bastidores. Talvez um dia o convença a partilhar este espaço comigo. Nos textos, quando uso o “nós”, refiro-me a mim e a ele. As nossas grandes viagens em conjunto começaram em 2015, com o interrail. Esta experiência serviu para confirmar algo que já sabia: a minha forma preferida de viajar é de comboio! Naturalmente, um ano depois partimos novamente de comboio, percorrendo o mítico caminho-de-ferro transiberiano.

A verdade é que tenho uma enorme dificuldade em estar parada, e ando constantemente em busca de novas aventuras. Acho que a minha curiosidade não acaba e há, em mim, uma grande vontade de aprender. E uma das melhoras formas de aprender, é viajando.

O meu estilo de viagem

Acredito que para se compreender realmente um lugar – e viajar para mim é isso, não apenas riscá-lo da lista – é importante conhecer a sua história, a sua cultura e as suas tradições. Faço um extenso trabalho de pesquisa antes, durante e após as minhas viagens, para que possa melhor entender aquilo que vi e vivi.

Viajo por conta própria, de mochila às costas, e normalmente fico alojada em locais baratos. Preparo muitas das minhas refeições nas cozinhas dos alojamentos, mas também experimento a gastronomia local. Afinal, a gastronomia também faz parte da cultura de um país!

Gosto de conhecer cidades grandes, tenho um carinho especial por cidades pequenas, e tudo o que é natureza chama por mim. Sou feliz no meio de uma floresta, no topo de uma montanha, ou junto a um rio. Adoro fazer caminhadas e tudo o que envolva aventura.

Para me deslocar ando a pé e de transportes públicos. Gosto de conhecer não só os monumentos e museus, mas também as pessoas. As melhores histórias são as que envolvem as partilhas que temos uns com os outros.

Poupo dinheiro de propósito para viajar, porque é uma prioridade na minha vida. Assim, há coisas que ficam fora dos meus planos, como comprar uma casa ou um carro. Adoro cada parte de uma viagem: desde o planeamento até ao pisar do terreno e à partilha aqui neste espaço.

Sou apologista de um estilo de viagem consciente, sustentável, responsável e ético. Acredito que um mundo com mais viajantes conscientes seria um mundo melhor. Porquê? Viajar de forma consciente e com mente aberta faz-nos conhecer as outras culturas, respeitá-las, entendê-las. Tira-nos da nossa caixinha, da nossa tão amada zona de conforto, e torna-nos mais flexíveis e tolerantes. E pessoas mais tolerantes não têm tanto ódio no coração.

sobre o blogue