Ruínas Romanas de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido

Ruínas romanas de Vila Cardílio: uma viagem ao passado

Início » Europa » Portugal » Santarém » Ruínas romanas de Vila Cardílio: uma viagem ao passado

Este artigo enquadra-se na iniciativa #euficoemportugal da ABVP – Associação de Bloggers de Viagem Portugueses, e contou com o apoio do Turismo Centro de Portugal.

O relógio dizia-me que a porta tinha acabo de ser aberta. Junto à entrada, um carro estava estacionado à sombra de uma oliveira.

Assim que o vi, pensei que mais alguém estaria ali, como eu, pronto a explorar as ruínas romanas de Vila Cardílio. Ao entrar no recinto, no entanto, rapidamente percebi que aquele carro não era de nenhum visitante, mas sim do responsável pelo espaço.

Mal entrei na pequena casinha da entrada, o senhor levantou-se da cadeira na qual confortavelmente estava sentado, e deu-me as boas-vindas.

Explicou-me amavelmente que eu podia andar livremente pelas ruínas, mas que teria de ter cuidado para não pisar nos mosaicos. Informou-me ainda que as peças principais se encontravam no Museu Municipal Carlos Reis, bem no centro de Torres Novas, e desejou-me uma agradável visita.

Munida de um desdobrável informativo que o senhor me tinha oferecido, estava pronta para explorar a Vila Cardílio. Esta antiga quinta romana foi classificada como Monumento Nacional em 1967.

Entrada das ruínas romanas de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido
Ruínas romanas 01 de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido
Ruínas romanas 02 de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido

A história atribulada da Vila Cardílio

No início do século XX, a região onde se encontram as ruínas era conhecida da população local. No entanto, não era pelo reconhecimento da sua importância ou significado.

Na verdade, as pessoas da região recolhiam os materiais para a construção das suas próprias casas. Assim, estas ruínas romanas eram utilizadas como simples pedreiras!

Se agora nos pode parecer estranho, temos sempre de ver as coisas aos olhos da época (o que, admito, nem sempre consigo fazer muito bem). Sei também que, muitas vezes, é a falta de informação que nos leva a ter determinados comportamentos… E penso que foi o que acontece nesta situação.

A primeira escavação arqueológica da Vila Cardílio aconteceu apenas em 1963. Estas escavações permitiram desvendar vários alicerces, assim como bases de colunas e bonitos pavimentos em mosaico. Foram ainda recolhidos diversos materiais dos séculos II a IV, como moedas, cerâmicas e bronzes.

O espaço que hoje podemos ver não é muito grande… Mas tinha um átrio amplo, termas privadas, um jardim, assim como sistemas de distribuição e água e aquecimento. Era uma habituação rural abastada, possivelmente de uma família com posses.

Ruínas romanas 03 de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido
Ruínas romanas 05 de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido
Ruínas romanas 06 de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido

Um mosaico enigmático

O que mais me fascinou na Vila Cardílio foi todo o mistério que a envolve. Existe muito pouca informação sobre este espaço, e os vestígios que foram encontrados deixaram mais questões do que respostas.

Um exemplo disso é um mosaico, que deu o nome às ruínas. Neste mosaico, aparece o nome Cardilivm, assim como Avitam e Felix Tvrre. Assim, o espaço foi nomeado de ruínas romanas de Vila Cardílio.

Viventes
Cardilivm
Etavitam
Felixtvrre

O que querem dizer estas palavras? Em primeiro lugar, quem foi Cardílio? E Avita? Será que Tvrre está na origem no nome Torres Novas? As interpretação são várias, e o mistério nunca será verdadeiramente desvendado. Alguns significados são os seguintes:

  • Felix de Tvrre fez estes mosaicos para Cardílio e Avita, que ali viviam
  • Felix de Tvrre fez os mosaicos em homenagem a Cardílio e Avita
  • Tvrre está feliz (felix) enquanto viverem Cardílio e Avita
  • Felix fez o retrato de Cardílio e Avita, em vida, na localidade chamada Tvrre
  • Vivendo Cardílio e Avita na Tvrre Felix
  • Cardílio e Avita morando na Tvrre Felix
  • Cardílio e Avita vivem felizes nesta Tvrre
Mosaico principal ruínas romandas de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido
Mosaico 03 ruínas romanas de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido
Mosaico 02 ruínas romanas de Vila Cardílio Torres Novas Portugal Mundo Indefinido

Qual destas interpretação acreditas que estará mais próxima da realidade?

Guia prático

Como chegar

A forma mais fácil de se chegar às ruínas romanas de Vila Cardílio é de carro, uma vez que se encontram a cerca de 5 quilómetros de Torres Novas. Deixo também as coordenadas GPS: 39º27’10.61”N 8º31’43.98”W.

Informação útil

Site: CM Torres Novas
Horário: Todos os dias das 10h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00. Encerra aos feriados.
Preço: gratuito
Morada: Estrada Municipal de Santo António da Caveira, Torres Novas ou Rua Cardilium, Torres Novas (39º27’10.61”N 8º31’43.98”W.)

Nota: Horários e preços à data de publicação deste artigo.

Alojamento

No dia em que visitei as ruínas romanas de Vila Cardílio, fiquei alojada em Constância. É uma viagem que se faz muito bem de carro, demorando cerca de 15 minutos.

O espaço onde fiquei, o Constância AL, é um alojamento local extremamente agradável. Os anfitriões são muito simpáticos, e deixam sempre sumo de laranja, leite, pão e bolinhos para o pequeno-almoço, assim como uma pequena lembrança da região. A casa está totalmente equipada e é perfeita para um casal, ou para uma pessoa sozinha.

No entanto, o mais natural será ficar em Torres Novas e na região circundante. Uma boa opção é o Hotel Torres Novas, porque está muito bem localizado, mesmo na Praça 5 de Outubro. Mas existem outras alternativas, por isso de certeza que vais encontrar algo que te agrade.

Alojamento em Torres Novas

Turismo Centro de Portugal

Este artigo pode conter links afiliados.

 

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *