Lisboa alternativa: arte urbana no Bairro Padre Cruz

Início » Europa » Portugal » Lisboa » Lisboa alternativa: arte urbana no Bairro Padre Cruz

Em 2016, decorreu a primeira edição do Muro – Festival de Arte Urbana, que teve como núcleo o Bairro Padre Cruz, em Lisboa. A organização esteve a cargo da Galeria de Arte Urbana (GAU) da Câmara Municipal de Lisboa, em parceria com a GEBALIS e a Junta de Freguesia de Carnide.

As condições urbanísticas, arquitectónicas e logísticas do bairro fizeram que fosse o local eleito para epicentro do festival. De um lado, encontra-se a zona mais antiga, maioritariamente constituída por pequenas casas. Do outro, temos uma zona relativamente mais recente, com prédios de 6 andares. Ligando as duas áreas, encontra-se o Centro Cultural de Carnide.

No contexto do festival, mais de 30 artistas, tanto nacionais como estrangeiros, realizaram as suas obras de arte urbana nas fachadas de diversos prédios e casas. O objectivo inicial era a realização de cerca de 50 intervenções em 2500 metros quadrados. O Bairro Padre Cruz foi transformado numa verdadeira galeria de arte urbana! Os artistas deram uma nova vida às paredes do bairro, mas a intervenção não se ficou por aí. Na altura, o festival também incluiu trabalho comunitário, pedagogia, cinema, música, animação de rua, e teatro de marionetas, e muito mais.

Hoje, as obras ainda se encontram pelo Bairro Padre Cruz – são perto de 90! – e é possível conhecê-las. E foi só agora, em 2017, que eu as conheci. Ao visitar o bairro, não pude deixar de pensar em Chemainus, a cidade canadiana que também é uma galeria ao ar livre, embora mais pequena. Para facilitar a descoberta, as obras estão todas assinaladas num mapa disponibilizado no Centro Cultural de Carnide. Vem comigo conhecer algumas delas.

Este artigo pode conter links afiliados.

Planeia a tua viagem (com ferramentas que eu própria uso)

Ao utilizares os links abaixo, não pagas mais por isso, e eu recebo uma pequena comissão. Não é muito, mas é um importante apoio, que me permite continuar a inspirar-te e a partilhar as minhas dicas de viagem.

Para reservas de alojamento, utilizo o Booking.com.

Para aluguer de carros, utilizo a Rentalcars.

Para seguro de viagem, utilizo a World Nomads.

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

16 comentários